Todo Coach faz a mesma coisa!

Você sabia que todo Coach faz a mesma coisa?

O coach de carreira faz a mesma coisa que o coach de emagrecimento, que faz a mesma coisa que o coach de relacionamento. Por que que eu estou escrevendo isso isso? Porque nós não temos compartimentos.

“Olha, agora eu vou resolver essa área e pronto.” Sempre que você trabalha em um área da vida, você acaba afetando as outras também. E nós temos de ter essa consciência porque o coach fica muito preocupado na hora de escolher o nicho.

“Ai, meu Deus! Será que eu estou no nicho certo? Será que eu estou escolhendo o melhor para mim?”.

É importante ter nicho, embora não seja obrigatório, mas as chances de você conseguir mais resultados é trabalhando desta forma. Na verdade, o nicho é só uma questão de posicionamento, de marketing, não de coaching em si. É muito mais fácil você falar a linguagem de um público específico, ter um alvo como mira, do que jogar todas as suas flechas para cima e não acertar ninguém. Afinal, as pessoas não querem fazer coaching, querem emagrecer, querem casar, querem performar melhor, ganhar mais dinheiro. É isso que as pessoas têm como meta, e não fazer coaching.

Então, quando você entrega, oferece uma transformação específica (emagrecer, por exemplo), fica muito mais simples conversar e a cliente entender por que é importante fazer coaching com você, pois ela vai resolver um problema, uma dor que ela tem e a está incomodando muito. E uma coisa muito importante que eu gosto de falar é que nós não precisamos jurar amor eterno a nicho nenhum. Nós juramos amor eterno ao marido, à esposa, ao nicho não! Você pode simplesmente testar, fazer uma experiência.

“Dani, eu acho que o que faz o meu coração pulsar mais forte é carreira.”. Você vai lá e testa por um tempo trabalhar com carreira. E aí, se por acaso começar a aparecer o monte de cliente de relacionamento para você, como aconteceu com uma cliente minha (beijo pra Carla!), você pode atender essas pessoas e, se gostar desse público, entender que tem uma missão de vida ali, mude de área e seja feliz novamente! Isso é normal, viver é experimentar.

De qualquer forma, sabe o que que eu já reparei? Com o passar do tempo, o coach começa a ser reconhecido como coach, e aí o horizonte começa a se ampliar. Você começa a receber propostas em muitas áreas diferentes e está tudo bem! Você pega se quiser! Eu, por exemplo, sempre fui coach de relacionamento e quando caía transição de carreira, eu gostava de fazer processo de coaching dessa área. Agora, se for emagrecimento ou concurso público eu não pego, e não é porque eu não vou conseguir fazer aquilo. Eu sei que eu teria que trabalhar da mesma forma, só que eu prefiro indicar outros colegas porque eles vão gostar mais de escutar sobre aquele assunto por 5, 8, 10 sessões.

E você, costuma se posicionar em algum nicho específico ou está se posicionando no mercado apenas como life coach / coach de vida? Já percebeu na prática como um coache trabalhando uma área da vida tem resultados em outras que ele nem imaginava?

Com carinho,

Dani Teixeira

Deixe seu comentário...